Cairo Salim preside audiência da CPI da Enel em Catalão

O deputado Cairo Salim (PROS) presidiu em Catalão, no dia 10 de junho, a terceira reunião itinerante da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga supostas irregularidades nos serviços de abastecimento energético do estado, a CPI da Enel. A audiência pública foi realizada na Câmara Municipal e contou com a participação dos vereadores e cidadãos catalanos.

“Nós sabemos que, nesta hora, quem trabalha está trabalhando e quem estuda, estudando. Não fosse isso, este auditório não caberia a quantidade de pessoas que se fariam aqui presentes, visto que o tema a ser aqui debatido afeta os sete milhões de goianos que precisam de energia. Do rico ao mais pobre, do grande industrial ao menos favorecido, todos estamos sofrendo com péssimo serviço prestado pela Enel em Goiás”, disse Salim, que é relator da CPI.

E chamou a atenção dos presentes sobre as questões que envolveram a privatização da distribuição energética no estado. “O fato é que a Celg foi vendida para que o serviço melhorasse. Mas, já se passaram mais de dois anos, e o que temos visto, nos 246 municípios goianos, são reclamações de toda ordem, desde gente perdendo eletrodomésticos até indústrias querendo crescer e com perspectiva de que isso ocorra só a partir de 2022. Com isso, o desemprego tem crescido em Goiás, porque sabemos que, para gerar emprego, tem que ter energia. A Enel é uma empresa privada, mas sua concessão é pública. Queremos que ela tenha o seu lucro, sim, mas que, para isso, seja respeitado o nosso estado, porque aqui temos o pior serviço do Brasil, segundo a Aneel, mas pagamos igual aos outros estados onde o serviço é melhor”, observou.

Ao lado de Salim, estava integrando igualmente a Mesa Diretiva de Trabalhos, o presidente da Câmara Municipal de Catalão, Helson Barbosa de Souza, mais conhecido como Caçula (MDB). Ainda nesta composição, fizeram-se presentes os vereadores Rosângela Santana (PSDB) e Professor Marcelo Mendonça (REDE), e os representantes da Enel Goiás: o advogado Lúcio Flávio, também presidente da OAB/Goiás, e o coordenador regional Rodrigo Lafayete. Entre os demais vereadores presentes estiveram: Jair Humberto (Pros), Luiz Pamonheiro (PRB), Cleuber Vaz (PTC) e Rodrigo Carvelo (SD).

Próximas

A CPI da Enel ainda vai passar por outras cidades goianas. A próxima é Morrinhos, na sexta-feira, 14. No dia 17 será a vez de Aparecida de Goiânia receber os parlamentares da CPI. Logo depois será Caldas Novas (24) e finaliza em Itumbiara (28).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.