CPI da Enel colhe depoimento de presidente

O deputado estadual Cairo Salim (Pros) ouviu hoje, 12, o novo presidente da Enel Goiás, José Luiz Salas, durante mais uma audiência da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga irregularidades no fornecimento de energia elétrica no Estado.

O executivo disse que, com relação à qualidade, a empresa está trabalhando, durante dois anos, para tentar estabilizar um sistema deteriorado: “Ainda temos muito a realizar. As reclamações apresentadas pelos deputados são pertinentes”, admitiu.

Cairo Salim salientou que a paciência com a companhia está no limite. Cobrou respostas às demandas, dos 7 milhões de goianos, que têm problemas com o serviço prestado pela Enel. Salim reiterou as dificuldades apresentadas em todas as regiões do Estado. “Temos problemas com a quantidade e a qualidade de energia. Precisamos que esse investimento da Enel resolva a situação de Goiás. O ano de 2022 está muito longe para mim e para o empresariado goiano”, exigiu, se refereindo ao prazo dado pela empresa para colocar as coisas em ordem.

Salim também reclamou do aumento no valor das faturas, além de multas que têm sido apresentadas a diversas empresas goianas. “A sensação é que a empresa quer recuperar o que investiu pelo bolso do consumidor”, reclamou.  

Audiências itinerantes

Desde a instauração da CPI, em 28 de fevereiro, já foram realizadas 12 audiências públicas itinerantes nos seguintes municípios: Anápolis, Rio Verde, Aparecida de Goiânia, Catalão, Morrinhos, Caldas Novas, Itumbiara, Porangatu, Uruaçu, Quirinópolis, Jataí e São Miguel do Araguaia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.