Cairo Salim diz que CPI da Enel foi fundamental para firmar acordo de investimentos

O deputado Cairo Salim (Pros) disse, no Pequeno Expediente desta quarta-feira, 28, que o acordo firmado entre o governo estadual e a Enel, para o investimento de mais de R$ 1 bilhão na melhoria do fornecimento de energia elétrica tem de ser computado ao trabalho da Assembleia Legislativa. De acordo com ele, o presidente do Parlamento, Lissauer Vieira (PSB), foi peça fundamental para o bom andamento dos trabalhos da CPI que investiga a venda da Celg e a prestação de serviços pela multinacional italiana.

“Gostaria de relembrar à sociedade que o acordo do Governo com a empresa Enel é um princípio de vitória, mas não apenas do Executivo. O Parlamento goiano, por meio da atuação da CPI, teve importante papel nesse acordo. Quem merece ser parabenizado é o presidente Lissauer Vieira, que ofereceu toda a estrutura necessária para que a CPI pudesse rodar o Estado e ouvir a sociedade e o setor produtivo”, afirmou o deputado.

Cairo Salim argumentou que o presidente da CPI, Henrique Arantes (PTB), e os demais membros, foram fundamentais para que se chegasse a um entendimento na ampliação dos investimentos na distribuição de energia elétrica. Para ele, os parlamentares atuam na defesa dos interesses do povo goiano.

“Cada parlamentar, no exercício de seu mandato, exige que o cidadão goiano seja respeitado. Nossa população tem o mesmo valor que a de outros estados. A Enel comprou a Celg com a condição de realizar investimentos. A CPI pretende que o serviço prestado seja de qualidade e excelência”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.